Iniciação à Programação no 1º Ciclo

A iniciação à programação no 1º Ciclo é um projeto promovido pela Direção-Geral da Educação (DGE) e “pretende ser um contributo para o desenvolvimento de capacidades associadas ao pensamento computacional, à literacia digital e fomentar competências transversais ao currículo.

Os conceitos a ele associados devem reforçar não só o domínio da computação, mas também conceitos-chave noutros domínios de aprendizagem (leitura, escrita, matemática, ciências, expressões, música, arte, etc.). É importante tornar as aprendizagens cada vez mais significativas e contextualizadas, desafiando os alunos a desenvolverem competências multidisciplinares, reforçando a confiança nas suas capacidades. O focus na programação é relevante, mas mais importante é centrar o processo nas ideias, na criatividade, na colaboração e na resolução de problemas, assumindo uma perspetiva pedagógica motivadora”.


Apesar de estar estabelecido que o Pensamento Computacional, numa fase inicial, deve focar-se no ‘Aprender sobre Computadores’, quanto mais cedo se comprometer com o ‘Aprender com Computadores’ melhor dotará as crianças e jovens das competências essenciais para a vida, cada vez mais complexa, no século XXI, das quais fazem parte a Criatividade e Inovação, o Pensamento crítico e a Resolução de problemas, a Comunicação e a Colaboração/Trabalho em equipa (Partnership for 21-st century skills, 2009).


A este projeto é dada continuidade no 2º e 3º ciclo do ensino básico através das aulas de Programação e Robótica.